25. Praia Vermelha x Morro da Urca

Trecho: Praia Vermelha x Morro da Urca
Parque onde o trecho está inserido: Monumento Natural dos Morros do Pão de Açúcar e Urca
Resumo

Um dos trechos mais visitados da trilha, marca a extremidade leste da Transcarioca, em um dos cartões-postais mais incríveis da cidade. Acessível, gratuito, curto e bonito, é perfeito para um programa em família. Da Praia Vermelha ao topo do Morro da Urca, passando pela pista Cláudio Coutinho. Recentemente, a trilha passou por um processo de recuperação ambiental, quando recebeu degraus novos e plantio de árvores nativas. Pelo caminho, mirantes revelam aos poucos uma paisagem de tirar o fôlego. O Morro da Urca tem visão panorâmica em 360º, englobando o Corcovado e Cristo Redentor, enseada de Botafogo, a Baía de Guanabara, as praias de Botafogo e Flamengo, o Morro da Babilônia, o Centro da cidade, Niterói e suas praias oceânicas e, ao fundo, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, com o pico “Dedo de Deus” se destacando no horizonte em dias de céu limpo. A trilha é gratuita, mas as viagens de bondinho são pagas. Informe-se no site bondinho.com.br.

icones-final-distancia icones-final-tempo icones-final-escalaminhada-nao
1,9 km 1 h Escalaminhada:
Não há
Orientação
orientacao1-1 orientacao2
Sentido
Praia Vermelha x
Morro da Urca
Sentido
Morro da Urca x
Praia Vermelha
Informações técnicas
icones-final-dificuldade-baixa
Atrações
icones-final-fotografia icones-final-faunaa icones-final-conservacao-media

Informações Técnicas

icones-final-tempo
Tempo total
icones-final-distancia
Distância total
icones-final-escalaminhada-1
Trechos com escalaminhada
icones-final-escalaminhada-nao
Não há trechos com escalaminhada
icones-final-orientacao-facil
Nível de orientação: Fácil
icones-final-orientacao-media
Nível de orientação: Moderado
icones-final-orientacao-dificil
Nível de orientação: Difícil
icones-final-sinalizacao-boa
Nível de sinalização: Completa, nos 2 sentidos
icones-final-sinalizacao-media
Nível de sinalização: Parcial
icones-final-sinalizacao-baixa
Nível de sinalização: Inexistente
icones-final-exposicao-risco-baixa
Exposição ao risco: Baixa
icones-final-exposicao-risco-media
Exposição ao risco: Moderada
icones-final-exposicao-risco-alta
Exposição ao risco: Alta
icones-final-dificuldade-baixa
Nível de dificuldade: Baixa
icones-final-dificuldade-media
Nível de dificuldade: Moderado
icones-final-dificuldade-alta
Nível de dificuldade: Alta
icones-final-exposicao-sol-baixa
Exposição ao Sol: Baixa
icones-final-exposicao-sol-media
Exposição ao Sol: Média
icones-final-exposicao-sol-alta
Exposição ao Sol: Alta

Atrações

icones-final-conservacao-boa
Nível de conservação: Excelente
icones-final-conservacao-media
Nível de conservação: Boa
icones-final-conservacao-baixa
Nível de conservação: Ruim
icones-final-ponto-de-agua
Pontos de hidratação: Sim
icones-final-ponto-de-agua-nao
Pontos de hidratação: Não há
icones-final-fotografia
Mirante

icones-final-faunaa

Fauna/Flora relevante
icones-final-gruta
Gruta
icones-final-cachoeira
Queda d’água
icones-final-lago
Poço/lago
icones-final-praia
Praia
icones-final-ruinas
Ruínas históricas
Mapa do Trecho
Google Maps

Tracklog deste trecho (.GPX)
Mapa deste trecho (.JPG, para uso offline)
Como Chegar

Este trecho pode ser alcançado pela continuação do trecho da Ladeira do Leme x Praia Vermelha no sentido Oeste/Barra de Guaratiba x Leste/Pão de Açucar. Também pode ser acessado a partir da praça Gerneral Tibúrcio na Urca, bem em frente a praia vermelha. Deste ponto em diante é só seguir a sinalização de pegadas amarelas/base preta que seguem pela calçada da praia.

Entrada da Trilha

Praia Vermelha

Saída da Trilha

Morro da Urca

Descrição do Percurso

A partir do canto direito da praia Vermelha bem em frente às escadas de acesso ao círculo militar, vamos caminhar seguindo a orientação pegadas amarelas/base preta pela calçada da praia até contornar uma escola municipal e logo em seguida entrar pelo portão de acesso a pista Claudio Coutinho (200 m).

Agora a caminhada é pela pista Claudio Coutinho beirando o mar por uns (400 m) até a entrada da trilha a esquerda onde há um pequeno largo bem sinalizado. Entrando na trilha vamos subir uns (400 m) por uma trilha bem preparada para receber uma grande quantidade de frequentadores. Logo teremos um mirante a esquerda e em seguida chegaremos em um platô onde se pode ver a enseada de Botafogo e a praia do Flamengo. Agora é só seguir mais (110 m) em frente e logo terá um outro mirante de madeira a sua direita.

Voltando a Trilha Principal é só caminhar mais (350 m) até o alto do Morro da Urca que possui um complexo turístico no local. Deste ponto é possível retornar pela trilha ou descer de bondinho.

Atrações

Mirantes, vista do bairro Botafogo, enseada de Botafogo, Baia de Guanabara, Praia de Copacabana, Urca, Morro da Babilônia, Estação do Bondinho, entrada da Baia de Guanabara.

Há passeios de helicóptero que podem ser agendados no Morro da Urca. Informações sobre o passeio no bondinho do Pão de açúcar:

http://www.bondinho.com.br/precos-e-horarios/

Comércio/Hospedagem

No momento não há nenhuma parceria entre a Trilha Transcarioca e o comércio local.

Pontos de água

Recomenda-se pegar água em algum comércio antes de entrar na trilha, pois durante o trajeto não há riachos com água e durante o verão a temperatura fica muito quente neste trecho. Na praia e no alto do Morro da Urca há lanchonetes.

Infográfico
Fotos
Fatos históricos

Em 1912, a inauguração de um caminho aéreo no Rio de Janeiro incluía no mapa turístico do Brasil empreendimento que se tornaria mundialmente famoso BONDINHO DO PÃO DE AÇÚCAR. Hoje, a visão dos bondinhos, no seu constante vaivém, está incorporada à paisagem carioca.

Construído, operado e mantido pela Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar, o complexo turístico Pão de Açúcar foi criado para o divertimento de milhares de pessoas num local privilegiado pela beleza panorâmica.

Marca registrada da cidade do Rio de Janeiro, o morro do Pão de Açúcar é uma montanha despida de vegetação em sua quase totalidade. É um bloco único de uma rocha proveniente do granito, que sofreu alteração por pressão e temperatura e possui idade superior a 600 milhões de anos.

O Pão de Açúcar é circundado por uma vegetação característica do clima tropical, especificamente um resquício de Mata Atlântica com espécies nativas que em outros pontos da vegetação litorânea brasileira já foram extintas.

A origem do nome:

Há várias versões históricas a respeito da origem do nome Pão de Açúcar. Segundo o historiador Vieira Fazenda, foram os portugueses que deram esse nome, pois durante o apogeu do cultivo da cana-de-açúcar no Brasil (século XVI e XVII), após a cana ser espremida e o caldo fervido e apurado, os blocos de açúcar eram colocados em uma forma de barro cônica para transportá-lo para a Europa, que era denominada pão de açúcar. A semelhança do penhasco carioca com aquela forma de barro teria originado o nome.
O penedo teve ao correr do tempo, cronologicamente, os seguintes nomes:
“Pau-nh-açuquã” da língua Tupi, dado pelos Tamoios, os primitivos habitantes da Baía de Guanabara, significando “morro alto, isolado e pontudo”; “Pot de beurre” dado pelos franceses invasores da primeira leva; “Pão de Sucar” dado pelos primeiros colonizadores portugueses; “Pot de Sucre” dado pelos franceses invasores da segunda leva. Ortograficamente, segundo a anterior ortografia da Língua Portuguesa, “Pão de Assucar”, era com ss.
O nome Pão de Açúcar generalizou-se, a partir da segunda metade do século XIX, quando o Rio de Janeiro recebeu as missões artísticas do desenhista e pintor alemão Johann Moritz Rugendas e do artista gráfico francês Jean Baptiste Debret que, em magníficos desenhos e gravuras, exaltaram a beleza do Pão de Açúcar.

 

O Morro da Urca:

Quando os franceses comandados por Villegaignon invadiram a baía de Guanabara, levaram Portugal a enviar uma expedição para expulsá-los da terra carioca.  Assim chegaram o Capitão-mor, Estácio de Sá, e seus homens à entrada da barra do Rio de Janeiro,desembarcando em 1º de março de 1565. 0 local do desembarque, onde Estácio deu por fundada a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro ( em homenagem ao  Rei Dom Sebastião), foi a pequena faixa de terra na “várzea” ou “terra baixa e chã”, entre os morros Cara de Cão e Pão de Açúcar. Que não é outra senão a atual praia de Fora, nos terrenos da Fortaleza de São João. Ou como escreveria no século XVII Frei Vicente do Salvador: “ao pé de um penedo que se vai as nuvens, chamado Pão de Açúcar”.

Como não poderia deixar de ser numa cidade portuguesa e católica, ergueu-se uma ermida de taipa e sapê para entronizar a imagem de São Sebastião. O fundador, Estácio de Sá, morto em 1567, foi enterrado nessa mesma capela, e aí ficou ate 1583, quando foi trasladado para o Morro do Castelo, onde a cidade já se achava estabelecida.

Localizavam-se as primeiras casas e igrejas da cidade   na área onde hoje funcionam a Fortaleza de São João e   a Escola de Educação Física do Exército.

Apesar de todas as descrições indicarem a praia de Fora como local de fundação da cidade, alguns estudiosos discordam. É o caso, por  exemplo, de Ferreira da Rosa, que indica a praia Vermelha, também chamada Porto de Martim Afonso, como o local de fundação.

A seguir, colaboração de Gilmar José Santanna de Barros aos 24/02/2007: O trecho que o Sr. Ferreira Rosa ESPECULA que seja praia Vermelha (também chamada Porto de Martim Afonso), como o local de fundação é totalmente sem cabimento histórico, uma vez que a Urca com o Pão de Açúcar eram uma ILHA na época da fundação da primeira cidade (cidade velha) – portanto a praia vermelha só passou a existir entre 1659-1660 depois de um aterro feito por ordem do Governador do Rio de Janeiro  Salvador Correia de Sá e Benevides (1602 – 1688)

Fontes: http://www.urca.net/historia.htm

Empresa Adotante

Empresa responsável pelo manejo e manutenção deste trecho:

Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar

Email: bondinho@bondinho.com.br

Outros trechos do Monumento Natural dos Morros do Pão-de-Açúcar e da Urca
  • banner-trecho25

25. Praia Vermelha x Morro da Urca

Distância: 1,9 km
Tempo de percurso: Aprox. 1h
Nível de dificuldade: Leve


Destaques: Praia Vermelha, pista Claudio Coutinho, Morro da Urca, mirante para praia de Botafogo, zona sul, Pão de Açúcar

Leave A Comment