01. Barra de Guaratiba x Grumari

Trecho: Barra de Guaratiba x Grumari
Parque onde o trecho está inserido: Parque Natural Municipal de Grumari
Resumo

Para este trecho vale a pena levar roupas de banho e filtro solar, pois é aí que o caminhante tem a oportunidade de andar entre a Mata Atlântica e algumas das mais belas e selvagens praias do Rio de Janeiro, como a do Perigoso, do Meio, Funda e do Inferno, e mergulhar em suas águas paradisíacas. Para uma vista panorâmica dessas praias recomenda-se fazer um bate-e-volta ao topo da Pedra da Tartaruga. Outra vista imperdível é da Pedra do Telégrafo, que já ganhou fama nas redes sociais e é um dos principais atrativos do trecho. Mas tome cuidado e saiba que o local pode ficar cheio em dias de sol, especialmente nos fins de semana. Lá de cima é possível avistar de um lado a região da Barra da Tijuca e, do outro, a Restinga da Marambaia.

icones-final-distancia icones-final-tempo icones-final-escalaminhada-1
8,8 km 4 h Escalaminhada:
Sim
Orientação
orientacao1-1 orientacao2
Sentido
Barra de Guaratiba x Grumari 
Sentido
Grumari x Barra de Guaratiba
Informações técnicas
icones-final-dificuldade-media icones-final-exposicao-risco-baixa icones-final-exposicao-sol-alta icones-final-orientacao-media icones-final-sinalizacao-media icones-final-ponto-de-agua-nao
Atrações
icones-final-fotografia icones-final-praia icones-final-conservacao-baixa

Informações Técnicas

icones-final-tempo
Tempo total
icones-final-distancia
Distância total
icones-final-escalaminhada-1
Trechos com escalaminhada
icones-final-escalaminhada-nao
Não há trechos com escalaminhada
icones-final-orientacao-facil
Nível de orientação: Fácil
icones-final-orientacao-media
Nível de orientação: Moderado
icones-final-orientacao-dificil
Nível de orientação: Difícil
icones-final-sinalizacao-boa
Nível de sinalização: Completa, nos 2 sentidos
icones-final-sinalizacao-media
Nível de sinalização: Parcial
icones-final-sinalizacao-baixa
Nível de sinalização: Inexistente
icones-final-exposicao-risco-baixa
Exposição ao risco: Baixa
icones-final-exposicao-risco-media
Exposição ao risco: Moderada
icones-final-exposicao-risco-alta
Exposição ao risco: Alta
icones-final-dificuldade-baixa
Nível de dificuldade: Baixa
icones-final-dificuldade-media
Nível de dificuldade: Moderado
icones-final-dificuldade-alta
Nível de dificuldade: Alta
icones-final-exposicao-sol-baixa
Exposição ao Sol: Baixa
icones-final-exposicao-sol-media
Exposição ao Sol: Média
icones-final-exposicao-sol-alta
Exposição ao Sol: Alta

Atrações

icones-final-conservacao-boa
Nível de conservação: Excelente
icones-final-conservacao-media
Nível de conservação: Boa
icones-final-conservacao-baixa
Nível de conservação: Ruim
icones-final-ponto-de-agua
Pontos de hidratação: Sim
icones-final-ponto-de-agua-nao
Pontos de hidratação: Não há
icones-final-fotografia
Mirante

icones-final-faunaa

Fauna/Flora relevante
icones-final-gruta
Gruta
icones-final-cachoeira
Queda d’água
icones-final-lago
Poço/lago
icones-final-praia
Praia
icones-final-ruinas
Ruínas históricas
Mapa do Trecho
Google Maps

 

 

Tracklog deste trecho (.GPX)
Mapa deste trecho (.JPG, para uso offline)
Como Chegar

Esse trecho inicial da Trilha Transcarioca pode ser alcançado por Barra de Guaratiba na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Do terminal Alvorada na Barra da Tijuca partem vário ônibus para B. de Guaratiba. Para quem acessa com veículo próprio é só seguir a orientação das placas para Barra de Guaratiba.

Este trecho também pode ser considerado o último a ser percorrido pelo caminhante que vem no sentido Leste/Morro da Urca x Oeste/Barra de Guaratiba.

Para quem deseja caminhar por este trecho, é aconselhável planejar o resgate por algum veículo quando o término da caminhada for em na praia de Grumari.

Entrada da Trilha

Barra de Guaratiba

Saída da Trilha

Parque Natural Municipal de Grumari

Descrição do Percurso

(Sentido Oeste/ Barra de Guaratiba x Morro da Urca)
Aqui iniciamos nossa jornada pela Trilha Transcarioca. Deste ponto começamos bem de frente a praia em Barra de Guaratiba em frente a escadaria da “santinha”. Deste ponto vamos subindo por entre as casas dos moradores por um circuito familiar e seguro, pois em Barra de Guaratiba o clima caiçara e familiar reina entre seus habitantes. Teremos a frente mais uma escada entre casas e logo em seguida sempre se orientando pelas pegadas amarelas/base preta alcançaremos uma rua asfaltada a direita. Após (500 m) do início chegaremos no início da trilha.

Continue subindo por mais (440 m) até uma bifurcação com uma cerca de arame a direita. Entre sem medo e suba mais até começar a trilha. Agora poderá escolher entre subir até a Pedra do Telégrafo ou entrar a direita seguindo as pegadas amarelas/ base preta. Para quem deseja ir até a Pedra do Telégrafo é só caminhar mais (700 m) até chegar no final da trilha/Pedra do Telégrafo. Depois é só voltar seguindo a sinalização pegadas pretas/base amarela até a bifurcação que indica praias e seguir se orientando novamente pelas pegadas amarelas/base preta.

Agora é só ir pela trilha e logo encontrará um mirante a direita. Volte a Trilha Principal e siga decendo até uma rua asfaltada com casas. Não suba, vá descendo levemente em frente. Haverá uma outra rua a direita descendo mas não mude sua direção, continue em frente seguindo as pegadas amarelas/base preta.

A trilha se inicia novamente e agora é caminhar (500 m) até o mirante da Pedra da Tartaruga. Deste ponto em diante vai caminhar mais (700 m) até uma pequena fonte de água a esquerda, esta descida tem em média (300 m). Seguindo pela trilha Principal por mais (660 m) chegaremos a Praia do Meio. É preciso tomar cuidado com a descida pelas pedras que está sinalizada. Agora é atravessar a praia (300 m) e subir por uma laje de pedra sinalizada. Fique atento com a saída a esquerda. Agora é continuar pela trilha e descer na praia funda. Caminhe mais (250 m) pela areia até encontrar uma casa velha a esquerda. Vá na direção da casa e depois siga a esquerda por entre as árvores. Agora vamos começar a subir em direção a trilha na floresta. São (1.1 km) até uma bifurcação. Neste ponto pode escolher entre voltar pela “trilha expressa” retornado a Barra de Guararatiba ou continuar para Grumari. Seguindo a Trilha Principal para Grumari serão mais (1.2 km) até a chegada no asfalto. Siga agora descendo por mais (800 m) até uma estrada de terra larga a sua esquerda. Agora você pode continuar pelo asfalto até a praia ( 300 m) ou entrar a esquerda na estrada de terra larga e caminhar mais (330 m) até a sede do Parque Municipal de Grumari -fim do trecho Barra de Guaratiba x Grumari e início do trecho Grumari x Grota Funda.

Para quem vem fazendo a caminhada no sentido Leste/Morro da Urca x Oeste/Barra de Guaratiba é só se orintar pelo caminho inverso ao descrito anteriormente se orientando pelas pegadas pretas/base amarela.

Atrações

Praia de Barra de Guaratiba, Pedra do Telégrafo, mirantes, praia do Perigos, Meio, Funda e do inferno, Pedra da Tartaruga (rapel), Restinga da Marambaia.

Comércio/Hospedagem

Há vários bares, restaurantes, pousadas, mercados e linhas de ônibus em Barra de Guaratiba.
Em Grumari quase não quiosques abertos.
No momento não há nenhuma parceria entre a Trilha Transcarioca e o comércio local.

Pontos de água

No trajeto há poucos pontos de água. Na trilha para a Pedra do Telégrafo sempre há ambulantes vendendo alguma bebida. Na trilha para a praia do meio há uma pequena fonte de água na trilha. As fontes de água nas praias são de qualidade duvidosa e não possuem água durante o inverno que costuma ser quente na região. O mais aconselhável é levar água em abundância pois o nível de insolação é lato na maior parte do trecho.

Infográfico
Fotos
Fatos históricos

No caminho entre Grumari e Grota Funda, o excursionista vai caminhar cercado por bananeiras mescladas com frondosas árvores de Mata Atlântica. Os mais atentos, vão observar, no chão, as pedras da antiga estrada em pé de moleque que, quando tentou invadir o Rio de Janeiro em 1710, o corsário Du Clerc utilizou para sair de Grumari e ganhar os Campos de Sernambetiba, justamente pela Grota Funda. Isso mesmo, segundo o Barão do Rio Branco, o corsário francês François Du Clerc desembarcou na Barra de Guaratiba com 1.200 homens em 11 de agosto de 1710.

Sua tropa deparou com uma pequena guarnição que não teve dificuldade em subjugar. Uma vez em terra os invasores, guiados por quatro escravos fugidos, seguiram até Grumari, de onde avançaram em direção à Baixada de Jacarepaguá pelo caminho que passa pela Garganta e, depois pelos Campos de Grumari, passando próximo de onde fica a Sede do Parque Natural Municipal de Grumari.

Já, de acordo com Augusto Tasso Fragoso, em seu livro “Os Franceses no Rio de Janeiro”, a tradição oral da região de Guaratiba leva a crer que Duclerc teria desembarcado na própria Grumari, em pequeno porto que então existia naquela praia. Depois de desembarcarem, os franceses teriam então seguido pelo segundo trecho da atual Trilha Transcarioca, transpondo o Morro de Santo Antônio da Bica, até a estrada da Grota Funda, que teriam usado para descer até os Campos de Sernambetiba.

Dali avançaram até o núcleo colonial do Rio de Janeiro, onde está hoje o Centro da Cidade. Felizmente, ao chegarem próximo ao núcleo urbano, foram derrotados pelas tropas cariocas.
Segundo Andre Decourt “a estrada da Grota Funda substituiu um velho caminho colonial, tendo sido possivelmente uma das primeiras obras realizadas no Brasil por licitação pública, seu melhoramento e construção de novas pontes de pedra em 1870 por Carlos de Magalhães de Mello, se mostrava inadequada para a região do antigo Sertão Carioca, e certamente sua substituição já estava planejada na elaboração do primitivo traçado da Rio-Santos”.

“Possivelmente seu antigo traçado serviu para escoar a produção de gêneros de parte do Sertão por mais de um século além de ter servido de rota clandestina para o tráfego negreiro. O seu arruamento como estrada de rodagem, foi empreendido na segunda metade do séc. XIX com complexas obras de engenharia. O grande número de interessados para sua construção e concessão por quatro anos mostra que a produção agrícola tanto de Guaratiba como da região das Vargens e Piabas era muito importante”.

Grupo Adotante

Grupos de voluntários adotantes deste trecho que organizam mutirões e recebem voluntários:

Alex Vieira (Trilhas RJ Local)

Email: trilhasrjlocal@gmail.com

Trechos no Parque Nat. Municipal de Grumari
  • grumari-capa

01. Barra de Guaratiba x Grumari

Distância: 8,8 km
Tempo de percurso: Aprox. 4h
Nível de dificuldade: Moderado


Destaques: Praias selvagens (Meio, Perigoso, Funda, Inferno), Pedra do Telégrafo, Pedra da Tartaruga

  • banner-trecho02

02. Grumari x Grota Funda

Distância: 6,7 km
Tempo de percurso: Aprox. 4h
Nível de dificuldade: Moderado


Destaques: Praia de Grumari, Mirante da Bica, Gruta da Bica, calçamento colonial

2 Comments

  1. Vitor Marcelo 17 de junho de 2017 at 18:13 - Reply

    Posso ajudar com a sinalização da trilha placas e nos primeiros socorros e treinado como lidar com animais silvestres.

  2. RAFAEL OLIVEIRA 2 de julho de 2017 at 14:10 - Reply

    BOM DIA, GOSTARIA DE SABER COMO FAÇO PARA SER UM VOLUNTARIO?

Leave A Comment